A Psicossíntese foi introduzida em Portugal por João d’Alcaravela, em 1979, com o funcionamento de consultório em Lisboa, designado Andragógico Centro de Psicossíntese.

Em 1995, já com a colaboração de Carol Blanchard, transitou para Palmela com a designação Palmoinho Centro de Psicossíntese.

Em 31 de Outubro de 2008, incluindo como membros Eugénia de Oliveira e Rebeca Bandeira, torna-se oficialmente uma Associação designada Centro Português de Psicossíntese (CPP), mantendo a sua sede no Palmoínho, um moinho secular situado em Palmela, área da Grande Lisboa, mais precisamente na Serra do Louro, Parque Nacional da Arrábida.